Galinha D´Angola

2131.jpg

Pesquisa realizada pelos autores que mergulharam na riqueza, na sofisticação e nas sutilezas das práticas cerimoniais do Candomblé, desvendando seus mistérios, entre os quais está a galinha d´angola – elemento chave das cerimônias e da mitologia da criação do universo religioso do Candomblé – que constitui a oferenda propiciatória de axé e equilíbrio pessoal. É por meio dela que os autores descortinam terreiros, cerimônias, conceitos de vida e axé e revelam aos leitores informações para a construção da identidade cultural de praticantes e afro-descendentes.

Livro de Arno Vogel, Marco Antonio e José Barros

Editora: Pallas

R$ 37,00

Published in: on julho 24, 2007 at 8:14 pm  Deixe um comentário  

Iemanjá: a mãe africana do Brasil

2059.jpg 

Para falar de Iemanjá, nada melhor que um pesquisador-sarcedote ou um sarcedote-pesquisador como Armando Vallado, capaz de organizar com propriedade este universo simbólico. Vallado concentrou-se em cinco temáticas-chave envolvendo este orixá: inicialmente, buscou suas origens místicas na diáspora africana para o Brasil e sua variação nas diversas religiões criadas em solo brasileiro; focalizou os ritos de iniciação, seus seguidores e comportamentos nos terreiros de candomblé queto; mergulhou no candomblé, para traçar um perfil dos filhos de Iemanjá, e dos símbolos que neles transparecem; observou as festas públicas de Iemanjá, e, fechando sua análise, pesquisou como não-iniciados e iniciados assimilam este orixá na cultura popular laica e nas religiões afro-brasileiras respectivamente. Em verdade, é um estudo inédito e profundo sobre um símbolo mais que religiosos, capaz de sintetizar elementos da vida e da cultura de um povo que tem na imagem feminina a mistura de sensualidade e maternidade.

Livro de Armando Vallado

Editora Pallas

R$ 44,00
 

Published in: on julho 24, 2007 at 7:58 pm  Deixe um comentário  

Agadá:dinâmica da civilização afro-brasileira

6501.jpg

Este livro, sem dúvidas, se constituirá num marco de referência à compreensão da sociedade contemporânea, tanto por sua metodologia, quanto por seu enfoque e informações, que trazem novas e significativas percepções e elaborações da sociabilidade africano-brasileira e do contexto plural dos estados-nações emergentes do colonialismo e neocolonialismo. Agadá está dividido em quatro partes que se interligam numa articulação sinérgica, possibilitando a compreensão da dinâmica das sociedades contemporâneas, a partir da reconstituição histórica das relações estabelecidas entre povos da áfrica, Europa e Américas que mudaram a face do mundo. As sociedades contemporâneas se caracterizam por um conjunto de estados-nações constituídos pelos processos de expansão colonial e imperial. O Brasil, portanto, não se caracteriza como paradigma social isolado. Como os demais estados-nações em geral, possui uma formação transcontinental. Isso faz com que o trabalho de Marco Aurélio Luz, ressaltando essa dimensão, transcenda a problemática brasileira e lance novas percepções sobre as sociedades contemporâneas marcadas pela pluralidade sociocultural emergente dos diversos povos que as originaram.

Livro de Marco Aurélio Luz

Editora Pallas

R$ 58,00

Published in: on julho 24, 2007 at 7:44 pm  Deixe um comentário  

Falando Banto

Published in: on julho 22, 2007 at 10:57 pm  Deixe um comentário  

Úrsula

bk_ursula.jpg 

Prosseguindo em seu projeto de resgate das escritoras de nosso passado literário, as editoras Mulheres e PUC Minas sentem muito orgulho em editar o primeiro romance abolicionista da literatura brasileira, de autoria da escritora maranhense Maria Firmina dos Reis (1825-1917), cuja primeira edição é de 1859. A questão da Abolição vai ser quase um leit-motiv da pena feminina, mas somente com este romance, teremos uma visão diferente do problema.

Segundo as palavras do organizador, Prof. Dr. Eduardo de Assis Duarte (UFMG): “Ao publicar Úrsula, Maria Firmina dos Reis desconstrói uma história literária etnocêntrica e masculina até mesmo em suas ramificações afro-descendentes. É o primeiro romance da literatura afro-brasileira que tematiza o assunto negro a partir de uma perspectiva interna e comprometida politicamente em recuperar e narrar a condição do ser negro em nosso país. Texto fundador, Úrsula polemiza com a tese segundo a qual nos falta um “romance negro”, pois apesar de centrado nas vicissitudes da heroína branca, pela primeira vez em nossa literatura, tem-se uma narrativa da escravidão conduzida por um ponto de vista interno e por uma perspectiva afro-descendente.”

Livro de Maria Firmina dos Reis

Editora: Ed. Mulheres e Ed. Puc – Minas.

R$ 30,00

Published in: on julho 16, 2007 at 6:20 pm  Deixe um comentário  

Sem perder a raiz – Corpo e cabelo como símbolos da identidade negra

 sem-perder-g.jpg

O cabelo é analisado na obra da Profa. Nilma Lino Gomes, não apenas como fazendo parte do corpo individual e biológico, mas, sobretudo, como corpo social e linguagem; como veículo de expressão e símbolo de resistência cultural. É nesta direção que ela interpreta a ação e as atividades desenvolvidas nos salões étnicos de Belo Horizonte a partir da manipulação do cabelo crespo, baseando-se nos penteados de origem étnica africana, recriados e reinterpretados, como formas de expressão estética e identitária negra. A conscientização sobre as possibilidades positivas do seu cabelo oferece uma notável contribuição no processo de reabilitação do corpo negro e na reversão das representações negativas presentes no imaginário herdado de uma cultura racista.

Livro de Nilma Lino Gomes

Editora: Autêntica

R$ 44,00

Published in: on julho 16, 2007 at 6:15 pm  Deixe um comentário  

Afro-descendência em cadernos negros e jornal do MNU

 afro_descendencia-g.jpg

A escolha de uma produção textual que se define como “negra”, como objeto de estudo, evidencia a opção por lidar mais detidamente com uma outra parte da minha formação identitária, o afro, marcada pela cor da pele e pela necessidade de tornar patente a impossibilidade da transparência. Os textos de Sociologia, História, Antropologia, Estudos Culturais, Estudos Pós-coloniais e Black Studies se entrecruzam com debates, reflexões, aulas, seminários, leituras e discursos vários, dos quais me apropriei, atribuindo-lhes valores diferenciados .Uma apropriação que faz adaptações, realça o que se configura pertinente para o estudo dos periódicos, explora as possibilidades de remodelar e trair ou abandonar idéias e conceitos que não s enquadrem nas nuances por mim escolhidas.

Livro de Florentina da Silva e Souza

Editora: Autêntica

R$ 37,50

Published in: on julho 16, 2007 at 6:07 pm  Deixe um comentário  

Experiências étnico-culturais para a formação de professores

experiencias_etnico-g1.jpg 

Pesquisadores nacionais e estrangeiros projetam suas interpretações sobre uma questão que está no centro das atenções de grupos de militância, estudiosos e políticos: a diversidade étnico-cultural. Dirigido de maneira especial aos professores e à sua formação, este livro é indispensável para o debate sobre a educação e os processos de busca de identidade, nos quais estarão sempre presentes as tensões, os conflitos e as negociações entre os semelhantes e os diferentes.

Livro de Nilma Lino Gomes e Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva

Editora: Autêntica

R$ 29,50

Published in: on julho 16, 2007 at 6:01 pm  Deixe um comentário  

Drama racial de crianças brasileiras, O – Socialização entre pares e preconceito

drama-g.jpg

O tema central deste livro é o preconceito racial na infância. Entender como crianças, em suas relações entre si, constroem uma realidade preconceituosa é de fundamental importância para a compreensão da ordem racial desigual existente no Brasil. É este o objetivo deste trabalho: descobrir, em termos sociológicos, a teoria do preconceito racial, sugerida pela forma como as crianças observadas estão elaborando suas próprias experiências raciais. A conquista da igualdade racial passa pelo estudo dos mecanismos discriminatórios atuantes na sociedade brasileira.

Livro de Rita de Cássia Fazzi

Editora: Autêntica

R$ 29,50

Published in: on julho 16, 2007 at 5:52 pm  Deixe um comentário  

Afirmando direitos – Acesso e permanências de jovens negros na universidade

afirmando_direitos-g.jpg

As políticas de Ações Afirmativas, dentro das quais se insere o Programa Ações Afirmativas na UFMG, apresentado e discutido neste livro, exigem uma mudança de postura do Estado, da universidade e da sociedade de um modo geral em relação à situação de desigualdade social e racial vivida historicamente pelo segmento negro da população brasileira. A concretização da igualdade racial e da justiça social precisa deixar de fazer parte somente do discurso da nossa sociedade e se transformar, de fato, em iniciativas reais e concretas, aqui e agora.

Livro de Aracy Alves Martins e Nilma Lino Gomes

Editora: Autêntica

R$ 35,50

Published in: on julho 16, 2007 at 5:48 pm  Deixe um comentário  
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 35 outros seguidores