O Espaço do Oprimido nas Literaturas de Língua Portuguesa do Século XX: Graciliano Ramos, Alves Redol e Castro Soromenho

imagem-007

Os romances analisados neste trabalho põem em evidência a descaracterização daqueles que representam os oprimidos.  No primeiro romance, Vidas Secas, o sertanejo se encontra perdido num mundo não desejado, desconexo e repleto de “aves que iam comê-lo” (VS. p.113).  A caatinga surge na narrativa como negação do movimento-mudança sonhado por Baleia no leito de morte.  O sonho do animal, simbolicamente falando, representa o desejo de humanização daquelas ‘vidas’ que estão ‘secas’ por dentro e por fora, já que desprovidas da linguagem singular, que dá forma e movimento às suas atitudes, vivem num mundo imutável, repetindo gestos ancestrais naquele espaço seco e duro, que impede os ‘matutos’ de desvendarem a realidade circundante.

O povo eleito, simbolicamente de passagem pela Lezíria, tem em Gaibéus um narrador onisciente, que conhece a origem e o destino de cada um.  Sendo assim, o povo que outrora fez história foi reduzido, metaforicamente, à condição de alugado, que emigra de tempos em tempos para conseguir, num trabalho exaustivo, o pão e o vinho.  Paralelamente à atividade do grupo, a narrativa recupera textualmente os pensamentos do ceifeiro rebelde que “não era rabezano nem gaibéu” (G.p.202), mas carregava consigo um ideal capaz de transformar aquele presente doloroso e estagnado de homens que nasceram do barro da terra,  mas não foram registrados nela

Terra Morta traz à tona as mazelas deixadas pela colonização.  A narrativa resgata, singularmente, as vozes de negros que estão submetidos ao ‘chicote de cavalo-marinho’, bem como de brancos e mestiços, que também são vítimas, direta ou indiretamente, do mesmo chicote, símbolo gerador da ordem colonial.  Terra Morta não efetiva, concretamente, no tempo narrativo, o movimento-mudança da história que se quer nova, mas explicita a descaracterização de negros, brancos e mestiços no solo morto de Camaxilo, bem como a tensão instaurada pelo aniquilamento físico, social e econômico da comunidade lundense, pela prática colonialista que se quer morta em prol da reorganização nacional.

Livro Jurema de Oliveira

Editora: União dos Escritores Angolanos (UEA)

R$ 28,00

Published in: on abril 27, 2009 at 5:40 pm  Deixe um comentário  

O RACISMO EXPLICADO A MEUS FILHOS

racismo146

Desde a antiguidade, sempre existiram várias formas e manifestações de. Aparthaid, anti-semitismo, preconceito, discriminação, segregação, molestamento, genocídio… Origens, conceitos e Informações importantes para que as crianças compreendam os males sócio-político-culturais que o racismo causa.

Livro de Nei Lopes

Editora Agir

R$ 26,00

Published in: on abril 27, 2009 at 5:11 pm  Deixe um comentário  

A África explicada aos meus filhos

africa_146

Um lugar de contrastes. De um lado, exuberância, magia, sons e sabores inebriantes. De outro, miséria, vio-lência, epidemias, guerras, tirania. A África sempre serviu de inspiração para fi lmes e livros que fi caram na memória de várias gerações. Mas ainda há muito o que dizer – e o que aprender – sobre esse continente.Em A África explicada aos meus fi lhos, o historiador Alberto da Costa e Silva nos mostra não somente por que a África é fascinante, mas também por que nossa trajetória está intimamente ligada ao seu povo.

Livro de  Alberto da Costa e Silva

Editora Agir

R$ 32,00

Published in: on abril 27, 2009 at 4:59 pm  Deixe um comentário  

Afrocentricidade: Uma abordagem epistemológica inovadora – Coleção Sankofa – Volume 4

40026

Esta antologia reúne textos de estudiosos e ativistas da abordagem afrocentrada. Apresenta a postura básica dessa linha de pensamento e seus fundamentos teóricos, bem como reflexões e levantamentos sobre sua presença no Brasil, acompanhados de trabalhos sobre temas específicos como: psicologia, a mulher afrodescendente, assistência social e educação multicultural.

Livro de Elisa Larkin Nascimento

Editora Selo Negro

R$ 70,00

Guerreiras de natureza: Mulher negra, religiosidade e ambiente – Coleção Sankofa – Volume 3

40034

A mulher negra conquistou seu espaço na sociedade por meio de grandes lutas, testemunhadas neste volume por lideranças e pensadoras como Lélia Gonzalez, Sueli Carneiro, Hédio Silva Jr. e Helena Theodoro. A tradição religiosa afro-brasileira valoriza o papel da mulher e reúne uma sabedoria guardada por ela como protagonista da vida de sua comunidade. A tradição dos orixás cultiva uma rica e dinâmica relação com a natureza, antecedendo por milênios a repentina preocupação do Ocidente atual sobre o meio ambiente. Com apresentação de Mãe Beata de Yemonjá e ensaios de Dandara, Nei Lopes e Aderbal Moreira Axogum, entre outros, este volume explora as diversas implicações dessa tradição para a interação do ser humano com as forças da natureza. No processo, elucida várias dimensões do impacto negativo da intolerância religiosa na sociedade contemporânea.

Livro de Elisa Larkin Nascimento

Editora Selo Negro

R$ 55,00

Cultura em movimento:Matrizes africanas e ativismo negro no Brasil – Coleção Sankofa – Volume 2

40033

Tratando do legado cultural e da tradição de resistência dos descendentes de africanos no Brasil, este volume reúne ensaios e depoimentos sobre várias dimensões e aspectos. Nei Lopes e Beatriz Nascimento trazem uma perspectiva sobre o legado dos ancestrais bantos e malês; Elisa Larkin Nascimento, Joel Rufino e Abdias Nascimento, assinando pelo Conselho Deliberativo do Memorial Zumbi, esboçam uma pequena história das lutas afro-brasileiras do século XX. A questão da educação no Brasil como tema fundamental da vida e da luta dos afro-descendentes é tema de relatórios de fóruns de educadores que a abordam no seu aspecto teórico e prático. Três educadoras – Vera Regina Triumpho, Silvany Euclêncio e Piedade Marques – trazem depoimentos ricos sobre a sua experiência com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, modificada pela Lei nº 10.639 de 2003.

Livro de Elisa Larkin Nascimento

Editora Selo Negro

R$ 61,00

A Matriz africana no mundo: Coleção Sankofa – Volume 1

400321

Neste volume ilustrado, Elisa Larkin Nascimento faz um resumo da pesquisa pioneira de Cheikh Anta Diop e seus seguidores, que comprovam a influência da matriz negro-africana em todo o mundo, desde a Antigüidade até os tempos modernos. O escritor ganense Michael Hamenoo, bem como os angolanos Francisco Romão de Oliveira e Ismael Diogo da Silva, contribuem com análises do legado colonial e da África contemporânea. Elisa Larkin Nascimento e Carlos Moore Wedderburn apresentam uma visão geral das lutas pan-africanas na África e na diáspora americana. Anani Dzidzienyo aborda a questão das relações internacionais entre África e diáspora, focalizando o Brasil.

Livro de Elisa Larkin Nascimento

Editora Selo Negro

R$ 55,00

A África na sala de aula

40031

Uma visão clara e abrangente da África contemporânea, que reúne questões polêmicas sobre o domínio europeu e a diversidade das lutas contestatórias até a formação dos Estados nacionais. Com rica pesquisa cartográfica, a obra interessa aos estudiosos de história, geografia, antropologia, ciência política e sociologia.
Edição revista.

Livro de Leila Leite Hernandez

Editora Selo Negro

R$ 99,00

Published in: on abril 27, 2009 at 4:13 pm  Deixe um comentário  

A Nova abolição

400301

O livro aborda a resistência dos negros em suas organizações específicas após a abolição da escravatura. Resgatando a história da imprensa negra paulista e a luta dos afrodescendentes pela conquista da cidadania, o autor fala ainda sobre a participação de milhares de negros na Revolução Constitucionalista de 1932 e analisa as atuais ações afirmativas em benefício da população negra.

Livro de Petrônio Domingues

Editora Selo Negro

R$ 39,90

Published in: on abril 27, 2009 at 4:06 pm  Deixe um comentário  

O Herói Com Rosto Africano

40004

Uma bela viagem pela sabedoria africana e em especial pela rica mitologia do continente negro. Habitado por centenas de grupos étnicos, esse universo revela um sem-número de lendas populares e mitos das mais diversas fontes. Compartilhando seu pensamento com três expressivos mitólogos — Adolph Bastian, C. G. Jung e Joseph Campbell — o autor nos apresenta um livro riquíssimo, que inclui um mapa detalhado dos povos e mitos da África.

Livro de

Editora Selo Negro

R$ 58,00

Published in: on abril 27, 2009 at 3:51 pm  Deixe um comentário  
Tags:
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 38 outros seguidores