PARCERIA ÁFRICA BRASIL (CABO VERDE)

Prezados,

sempre procurando formas para ampliar e facilitar o acesso do público brasileiro aos livros dos escritores das Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, o pesquisador e escritor Ricardo Riso juntamente com a Livraria Kitabu iniciaram uma parceria com a Edições Artiletra. Além dos livros de Valentinous Velhinho, Mario Lucio Sousa, Kaká Barbosa, entre outros, o histórico jornal-revista de Educação, Ciência e Cultura, Artiletra, nº 105/106 – novembro/dezembro-2010, também está à venda.

Published in: on março 23, 2011 at 2:54 pm  Deixe um comentário  

PARA NUNCA MAIS FALARMOS DE AMOR

Mario Lucio Sousa – Para nunca mais falarmos de amor (sinopse)
 
Em 1999 Mario Lucio Sousa concretiza a sua 3ª incursão literária. Este consagrado músico cabo-verdiano possui uma carreira consistente e celebrada tanto na literatura quanto no teatro, como comprova a sua estreia na poesia com o “Nascimento de um Mundo” (1991).
Em “Para nunca mais falarmos de amor”, o autor brinda-nos com uma temática destelurizada do cânone literário cabo-verdiano, poemas breves e concisos, agradáveis experiências com os hai-kais em imagens inusitadas e por vezes irônicas.
Sousa capta na observação da simplicidade do cotidiano a matéria para os seus poemas, embora encontre no ser humano e na beleza da vida as substâncias para a sua poesia. Nesse sentido, inferimos a comovente presença de um lirismo amoroso acompanhado de um respeito à condição humana no que se refere às suas ânsias, angústias e nas suas contradições diante das adversidades.
Com uma singela carta do autor aos editores ilustrando a capa do livro, deparamo-nos com 84 pequenos poemas sinceros, em alguns momentos dolorosos, reveladores de um artista com a sensibilidade à flor da pele pronto para desnudar o belo da poesia, o bom de viver.
Ricardo Riso
 
EDITORA: ARTILETRA
R$: 20,00
Published in: on março 23, 2011 at 2:46 pm  Deixe um comentário  

REGRESSO À VILA DO VALE

Osvaldo Azevedo – Regresso à Vila do Vale (sinopse)
 
Este livro de Osvaldo Azevedo, também ilustrado por ele, reúne poemas e contos que em sua maioria recriam os “mil mistérios e tesouros que guardam a Vila do Vale”, local de origem do escritor. Filho do poeta Pedro Corsino Azevedo, esta publicação está dividida por poemas introdutórios, uma dedicatória e três cadernos.
No caderno inicial estão agrupados poemas e contos de intensa rememoração da infância, na restrita visão de mundo dos pequenos sempre prontos para descobrir o universo dos adultos. Os contos testemunham o cotidiano de uma pacata vila durante o período colonial, sendo os animais protagonistas em algumas narrativas, como a de “O Brilhante”, o bravo cavalo de um tempo em que “a terra ainda esperava a manifestação máscula de um homem”. O caderno seguinte preocupa-se com a relação ilhéu-mar, enquanto o derradeiro apresenta intimismo e lirismo, para além das divagações acerca do ocaso da vida.
Um livro de agradável leitura de um veterano das letras de Cabo Verde.
Ricardo Riso
 
EDITORA: ARTILETRA
R$: 20,00
Published in: on março 23, 2011 at 2:44 pm  Deixe um comentário  

AMOR NA ILHA E OUTRAS PARAGENS

Camila Mont-Rond – Amor na Ilha e outras Paragens (sinopse)
 
Camila Mont-Rond é o pseudônimo de Ondina Maria Fonseca Rodrigues Ferreira. Neste livro de contos deparamo-nos com histórias de pessoas comuns fragmentadas pelas variadas circunstâncias impostas pela vida. A contista enfatiza a condição da mulher cabo-verdiana, subjugada em uma sociedade patriarcal que comete injustiças de diversas e cruéis ordens. As histórias se passam em diferentes tempos que vão desde o século XVI, a luta pela independência e os dias atuais. Os espaços se dão tanto nas ilhas do arquipélago quanto na terra-longe, sendo os efeitos da emigração sentidos de forma positiva ou negativa pelas personagens.
Detentora de uma narrativa envolvente e concisa, elegante e sutil nos detalhes que mascaram os destinos das mulheres cabo-verdianas, este livro proporcionará gratas surpresas para quem atravessar suas páginas e assim conhecer um pouco de Cabo Verde pela sóbria prosa de Camila Mont-Rond.
Ricardo Riso
 
EDITORA: ARTILETRA
 
R$: 30,00
Published in: on março 23, 2011 at 2:41 pm  Deixe um comentário  

O TÚMULO DA FÊNIX

Valentinous Velhinho – O Túmulo da Fênix (sinopse)
 
Este “O Túmulo da Fênix” é o terceiro título deste que é, sem exageros, o mais enigmático nome da poesia contemporânea de Cabo Verde, Valentinous Velhinho, heterônimo de Valdemar Velhinho Rodrigues.
Cultor de uma poesia repleta de questões metafísicas e indagações ontológicas, Velhinho consolida neste livro o seu pleno domínio da poesia, apresentando os poemas em diversas manifestações estético-formais que valorizam ainda mais a sua singular e desconcertante filosofia, que tem como temas recorrentes a morte, o suicídio, a loucura, a recriação de temas bíblicos e a exploração criativa de cânones da cultura ocidental.
Fiel usuário da versificação livre, o poeta navega com desenvoltura pela brevidade dos dísticos e tercetos (com forte ressonância nos hai-kais), assim como em longos poemas com diversas quadras e a ousadia de explorar os limites da poesia em prosa.
Uma poesia que surpreende pela virulência e pelo inusitado de suas imagens, pelo espanto da reformulação de significantes em uma linguagem surreal, por vezes paradoxal, de um poeta que vivencia a própria insularidade dentro do panorama literário cabo-verdiano configurando-se como um dos seus mais criativos artífices.
Ricardo Riso
 
 
EDITORA: ARTILETRA
R$: 20,00
 
 
Published in: on março 23, 2011 at 2:38 pm  Deixe um comentário  

RELÂMPAGOS EM TERRA

Desde os anos 1980, Valentinous Velhinho tem poemas dispersos em várias publicações como Sopinha de Alfabeto, jornal Artiletra, revista Fragmentos e na antologia Mirabilis – de veias ao sol. Em 1995, finalmente o poeta dá aos seus poemas a estampa do livro com o rompedor “Relâmpagos em Terra”.
A originalidade de Velhinho caracteriza-se por uma linguagem rebuscada, por metáforas insólitas e surreais, figuras como o paradoxo, a inversão e a ironia perpassam as diferentes experimentações estético-formais aos quais a excelência é sempre atingida pelo poeta. De longos poemas em versos livres, dísticos, tercetos, hai-kais e até sonetos são utilizados para demonstrar as estações do ano transfiguradas para “a Loucura, a Morte, a Solidão e o Desespero”, temas que são excessivamente trabalhados. Para além do extensivo mar que banha sua poesia formado pelas referências universais, com raras citações a sua Calheta, a terra natal, a celebração a poetas como Fernando Pessoa, Valentinous desfila suas imagens inusitadas e impactantes a cortar nossas retinas como os relâmpagos do céu, versos estrondeantes que ressignificam a noção de tempo, oferecendo-nos um “tenuíssimo sempre” de prazer.
Este primeiro livro de Valentinous Velhinho, heterônimo de Valdemar Valentino Velhinho Rodrigues, veio para atestar a elevada qualidade de uma poesia ímpar, deste que é um dos grandes nomes da literatura contemporânea de Cabo Verde.
Ricardo Riso
 
EDITORA: ARTILETRA
 
R$: 25,00
Published in: on março 23, 2011 at 2:33 pm  Deixe um comentário  
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 37 outros seguidores