Saúde da População Negra

Saúde da População Negra em duas partes: na primeira, as políticas de saúde são contempladas e dissecadas em nove ricos textos, que permeiam desde o direito à saúde, perpassando os sistemas de informações e regulação médica até as contundentes críticas às práticas de Atenção Básica/ Primária e de Saúde Integral à população negra. A segunda parte mantém o gume da análise acadêmica ao longo de seus oito textos sobre o racismo como determinante social da saúde. Como poderemos observar, os organizadores e autores que nos brindam com este livro da coleção, são pesquisadores de longa data estudiosos das temáticas apresentadas e defendidas durante o percurso histórico da ABPN.

Autor:  Luis Eduardo Batista; Jurema Werneck, Fernanda Lopes(orgs.)    

Editora: D Petrus et Alii Editora 

R$ 32,00

Published in: on agosto 20, 2012 at 12:38 pm  Deixe um comentário  

Influenza, a medicina enferma:Ciência e práticas de cura na época da gripe espanhola em São Paulo

Retrata a epidemia de gripe espanhola em São Paulo em 1918, narrando a disputa de poder entre governantes, médicos alopatas, homeopatas, farmacêuticos, curandeiros, herboristas, rezadeiras e religiosos. Ao analisar a convivência da terapêutica médica com diferentes práticas de curadores, desvela a sociedade brasileira e suas complexas relações com a saúde, a doença e a medicina moderna.

Livro de Liane Maria Bertucci

Editora Unicamp

R$ 35,00

Published in: on setembro 23, 2010 at 9:55 pm  Deixe um comentário  

Nas trincheiras da cura:As diferentes medicinas no Rio de Janeiro imperial

No Brasil do século XIX, os médicos eram artigo raro e caro. Mais do que isso, eram motivo de chacota. Suas prescrições causavam pânico nos pacientes. Para lutar contra as dificuldades que enfrentavam, travavam verdadeira guerra com outros médicos, autoridades e quem mais ameaçasse sua hegemonia nas artes da cura. Este livro vai às trincheiras dessa guerra para contar quem eram e o que faziam seus protagonistas.
Livro de Gabriela dos Reis Sampaio
Editora Unicamp
R$ 22,00
Published in: on setembro 23, 2010 at 9:51 pm  Deixe um comentário  

Feiticeiros, Burlões e mistificadores: Criminalidade e mudanças das práticas populares de saúde em SP – 1950 a 1980.

55316928g

As práticas e os hábitos populares de saúde na visão de médicos e de folcloristas, em virtude da prática de curandeirismo são abordados nesta obra, que retrata a medicina popular em São Paulo, nas décadas de 50, 60 e 70 do século XX. O autor utiliza como fontes de pesquisa documentos produzidos pelo aparato estatal, artigos publicados em revistas especializadas na área de saúde, a produção teórica de folcloristas que estudaram a temática das práticas populares e a documentação produzida pelo judiciário, como processos-crime e acórdãos judiciários que envolvem decisões sobre acusações de exercício ilícito de profissões da área médica. Relato do período em que a sociedade brasileira passou por uma série de mudanças que incluem propostas e reformulações das políticas públicas de saúde, quando o combate às práticas ilícitas no campo da saúde, antes centrado na perseguição aos curandeiros, deslocou-se, no período estudado, para a perseguição à prática ilegal da medicina, da odontologia, da farmácia e da enfermagem.

Livro de Antonio Carlos Duarte de Carvalho

Editora: UNESP

R$ 29,00

Published in: on julho 1, 2009 at 8:15 pm  Deixe um comentário  
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 35 outros seguidores