DEVOTOS DA COR

8520005527.jpg

Poucos são os historiadores que transcendem a barreira do academicismo e produzem obras de valor, tanto sociocultural quanto literário. Mariza Soares está nesse grupo seleto. No pioneiro DEVOTOS DA COR: IDENTIDADE ÉTNICA, RELIGIOSIDADE E ESCRAVIDÃO NO RIO DE JANEIRO DO SÉCULO XVIII, ela estuda organizações religiosas como a Irmandade de Santo Elesbão e Santa Efigênia, mostrando como os escravos constituíram a sua identidade étnica e cultural no Brasil do século XVIII.
O livro guarda surpresas para os leitores mais exigentes. Em primeiro lugar, é tecido de modo a explicitar a cada passo os caminhos através dos quais a argumentação se monta e o objeto se define. Além disso, o trabalho da autora contribui decisivamente para o preenchimento de uma das principais lacunas da história da escravidão brasileira – a África.
A inspiração de Mariza nasceu da leitura de manuscritos sobre a escravidão africana no Rio de Janeiro colonial: “Durante um ano li e reli essa transcrição dezenas de vezes. Cada leitura me trazia novas questões e um incontrolável desejo de saber mais sobre aquele grupo de africanos, muitos deles alforriados, todos convertidos ao catolicismo, explica Mariza, “e o mais intrigante, preocupados com a sua salvação e a de seus parentes que permaneciam pagãos na África, a ponto de instituírem uma devoção às almas. A leitura deste manuscrito fazia duvidar de muito do que eu havia lido sobre a escravidão africana na cidade do Rio de Janeiro.”
A abordagem “africanista” de DEVOTOS DA COR: IDENTIDADE ÉTNICA, RELIGIOSIDADE E ESCRAVIDÃO NO RIO DE JANEIRO DO SÉCULO XVIII oferece subsídios importantes para que deixemos de, implicitamente, considerar que ser escravo era uma espécie de destino manifesto dos africanos.

Livro de Mariza Soares

Editora: Civilização Brasiliera

R$ 39,90

Anúncios
Published in: on junho 6, 2007 at 1:51 am  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://kitabulivraria.wordpress.com/2007/06/06/devotos-da-cor/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: