Amada

ddab5fa4-9645-4d90-8d23-bbc8f2c7fc8e.jpg 

Livro mais conhecido da escritora americana Toni Morrison, prêmio Nobel de Literatura de 1993, o romance, republicado
agora no Brasil pela Companhia das Letras, ganhou o Pulitzer de 1988 e em 2006 foi eleito pelo New York Timesa
obra de ficção mais importante dos últimos 25 anos nos Estados Unidos. Em 1998 recebeu uma adaptação cinematográfica,
com Oprah Winfrey no papel principal.

A história se passa nos anos posteriores ao fim da Guerra Civil, quando a escravidão havia sido abolida nos Estados
Unidos. Sethe é uma ex-escrava que, após fugir com os filhos da fazenda em que era mantida cativa, foi refugiar-se na casa da sogra em Cincinnati. No caminho, ela dá à luz um bebê, a menina Denver, que vai acompanhá-la ao longo da história.

Amada tem uma estrutura sinuosa, não-linear: viaja do presente ao passado, alterna pontos de vista, sonda cada uma das facetas que compõem esta história sombria e complexa. Considerado um clássico contemporâneo, faz um retrato a um
tempo lírico e cruel da condição do negro no fim do século XIX nos Estados Unidos.

Livro de Toni Morrison

Editora: Cia das Letras

R$ 51,00

Anúncios
Published in: on fevereiro 20, 2008 at 2:59 pm  Deixe um comentário  

À flor da terra: cemitério dos pretos novos no Rio de Janeiro

f27d4b6d-89a5-474f-b79e-776f5468e00f.jpg 

Fruto da tese de mestrado defendida pelo autor no programa de pós-graduação de História Social da UFRJ, este livro se ocupa da temática da morte e do sepultamento dos escravos africanos recém-chegados da África, no Cemitério dos Pretos Novos, no Rio de Janeiro, que funcionou de 1722 a 1830. Estudo raro no Brasil, o livro revela os horrores cometidos aos escravos mortos, os quais eram submetidos a enterros degradantes, com sepultamentos a um palmo de profundidade – “à flor da terra”.

Livro de Julio Cesar Medeiros da Silva

Editora: Garamond

R$ 33,00

Published in: on fevereiro 20, 2008 at 2:55 pm  Deixe um comentário  

O desafio do Escombro:Nação, identidades e pós-colonialismo na literatura da Guiné-Bissau

10a8027d-8459-48ae-b85b-b18b69968415.jpg 

Num trabalho pioneiro de pesquisa e resgate, esta obra procura entender a trajetória da literatura da Nova Guiné, detectando o papel que seus escritores assumem na definição ou redefinição da nacionalidade. A obra traz exemplos de como os escritores guineenses contemporâneos procedem à recuperação da história, narrando a nação a partir dos destroços de uma utopia em ruínas, promovendo o ressarcimento da auto-estima e do respeito, lutando contra a anulação cultural do acervo simbólico tradicional e a homogeneização redutora das diferenças que constituem a especifificidade guineense, apontando pistas para a revivência do espírito identitário da comunidade nacional, elevando suas vozes testemunhais que reabilitam a história dos vencidos, plasmando a representação simbólica de uma comunidade de destino, de história e de cultura.

Livro de Moema Parente Augel

Editora: Garamond

R$ 45,00

Published in: on fevereiro 20, 2008 at 2:43 pm  Deixe um comentário  

Divisões Perigosas

670077g.gif 

Vários artigos refletem criticamente, a partir de diversas perspectivas, sobre raça, racismo e os rumos das legislações e políticas públicas raciais no Brasil contemporâneo. Os textos foram publicados, em sua maioria, em jornais e revistas dirigidos ao grande público, mas há também textos inéditos, preparados especialmente para o livro.

Livro de Yvone Maggie e Peter Fry

Editora Record

R$ 30,00

Published in: on fevereiro 20, 2008 at 2:35 pm  Deixe um comentário  

RAÇA COMO RETÓRICA

62500g.gif 

Em RAÇA COMO RETÓRICA, Yvonne Maggie e Claudia Barcelos Rezende apresentam novos rumos para as teorias sobre o racismo no Brasil. A partir dos trabalhos reunidos no livro, conclui-se que a forma de racismo existente aqui é sim mais branda que aquele norte-americano, porém é excluída a idéia de uma democracia racial brasileira.

Livro de Yvone Maggie, Claudia Barcellos Rezende

R$ 55,00

Published in: on fevereiro 20, 2008 at 2:32 pm  Deixe um comentário  

GILBERTO FREYRE: UMA BIOGRAFIA CULTURAL

8520008003.jpg 

Em GILBERTO FREYRE: UMA BIOGRAFIA CULTURAL, Enrique Rodríguez Larreta e Guillermo Gucci analisam a maior parte dos textos escritos por Freyre no período de 1900 a 1936 e traçam a genealogia intelectual de suas principais idéias, mantendo constante diálogo com os diferentes contextos culturais e as obras produzidas. A obra inovadora de Gilberto Freyre insere-se numa tradição da qual fazem parte brilhantes ensaístas brasileiros como Joaquim Nabuco, Euclides da Cunha, Oliveira Lima, Oliveira Viana, Sérgio Buarque de Holanda e Caio Prado Júnior, entre outros, com os quais mantém constante diálogo crítico.
Suas idéias ocupam lugar de destaque no repertório intelectual das gerações brasileiras, surgidas entre a crise do Império e o Estado Novo, que se propuseram a tarefa central e obsessiva de pensar o Brasil como nação moderna. Sua obra inspiradora e polêmica projetou-se como uma sombra sobre a vida intelectual do Brasil moderno. Desde a publicação de Casa-grande & senzala, no final de 1933, até o presente, Freyre não deixou de ser celebrado ou duramente criticado. Mas, acima de tudo, boa parte de suas interpretações do Brasil naturalizaram-se a tal ponto que passaram a fazer parte do imaginário nacional.
GILBERTO FREYRE: UMA BIOGRAFIA CULTURAL prova porque ele é considerado por muitos um precursor da moderna antropologia histórica. Leitura obrigatória por todos que pretendem entender a produção cultural brasileira contemporânea.

Livro de Enrique Rodríguez Larreta e Guillermo Gucci

Editora Record

R$ 80,00

Published in: on fevereiro 20, 2008 at 2:12 pm  Deixe um comentário  

RETRATO DO COLONIZADO PRECEDIDO DO RETRATO DO COLONIZADOR,

8520007708.jpg 

RETRATO DO COLONIZADO PRECEDIDO DO RETRATO DO COLONIZADOR, que chegou a ser banido por governos e pela polícia, é considerado um dos estudos mais poderosos e psicologicamente penetrantes já escritos sobre a opressão colonial. Memmi disseca as mentes do opressor e do oprimido e revela verdades sobre a situação colonial e suas conseqüências que surpreendem por ser tão relevantes em nosso mundo devastado por conflitos quanto o eram na década de 1950. Mais de cinqüenta depois, o texto de Albert Memmi permanece de uma atualidade impressionante.

Livro de Albert Memmi

Editora Record

R$ 30,00

Published in: on fevereiro 20, 2008 at 2:08 pm  Deixe um comentário  

Jogo da Velha

8501077097.jpg 

Um Romeu e Julieta em preto e branco, JOGO-DA-VELHA, de Malorie Blackman, é um thriller chocante, que revelou a autora como uma das grandes revelações da literatura britânica. Negro vira branco, branco se torna negro, e somente um fato é certo: supor qualquer coisa pode ser fatal.

Livro de Malorie Blackman

Editora: Record

R$ 55,00

Published in: on fevereiro 20, 2008 at 2:03 pm  Deixe um comentário  

Um defeito de cor

8501071757.jpg 

Fascinante história de uma africana idosa, cega e à beira da morte, que viaja da África para o Brasil em busca do filho perdido há décadas. Ao longo da travessia, ela vai contando sua vida, marcada por mortes, estupros, violência e escravidão. Inserido em um contexto histórico importante na formação do povo brasileiro e narrado de uma maneira original e pungente, na qual os fatos históricos estão imersos no cotidiano e na vida dos personagens, DEFEITO DE COR, de Ana Maria Gonçalves, é um belo romance histórico, de leitura voraz, que prende a atenção do leitor da primeira à última página. Uma saga brasileira que poderia ser comparada ao clássico norte-americano sobre a escravidão, Raízes.

Livro de Ana Maria Gonçalves

Editora: Record

R$ 81,00

Published in: on fevereiro 20, 2008 at 2:00 pm  Deixe um comentário  

Comida Baiana de Jorge Amado ou o Livro de Cozinha Pedro Archanjo

94774g.gif

Após uma pesquisa de seis anos, a autora conseguiu um levantamento completo de todos os pratos e acepipes citados nas obras de seu pai, o escritor Jorge Amado. Está recheada de receitas dos romances que podem ser reproduzidas por qualquer leitor.

Livro de Paloma Jorge Amado Costa

Editora: Record

R$ 51,00

Published in: on fevereiro 20, 2008 at 1:53 pm  Deixe um comentário