Kuatiça ó ngoma! Movimentos de linguagem, história e memória em obras de Boaventura Cardoso

Capa Kuatica2

Rafael Cesar examina a constante negociação entre as tradições bantu e ocidental presentes na obra do angolano Boaventura Cardoso, ao mesmo tempo em que discute a formação de sua própria identidade racial negro-brasileira. “Kuatiça ó ngoma!” (“Toquem os batuques!”) – expressão que anima os ritos e simboliza, em última instância, a energia do ciclo vital -, torna-se mote para a força da palavra de Boaventura Cardoso, que movimenta e recria identidades angolanas e afrodiaspóricas.

Autor: Rafael Cesasr

Editora: Terceira Margem

R$ 30,00

Published in: on fevereiro 6, 2013 at 1:34 pm  Deixe um comentário  

Rui Knopfli – Antologia Poética

Antologia poética de Rui Knopfli (1932-1997), poeta moçambicano que produziu uma encorpada e original obra literária durante o período de formação de seu país. Os poemas selecionados estabelecem diálogo com as principais tradições clássicas e modernas da poesia. Posfácio com texto crítico e nota biobliográfica de Roberto Said.

Eugénio Lisboa – Organizador

Editora: UFMG

R$ 38,00

Published in: on abril 9, 2012 at 1:49 pm  Deixe um comentário  

José Craveirinha: Antologia Poética

Um dos nomes cruciais da literatura moçambicana, José Craveirinha apresenta um obra concisa, que cobre cinco livros publicados em vida e duas coletâneas póstumas, além de dezenas de poemas espalhados em periódicos e antologia. Este livro reúne os principais poemas do autor com nota biobliográfica de Emílio Maciel.

Ana Mafalda Leite | Organizadora

Editora UFMG

R$ 38,00

 

Published in: on abril 9, 2012 at 1:18 pm  Deixe um comentário  

Estação das Chuvas

Luanda, 1992, recomeço da guerra civil angolana. Historiadora e poeta, Lídia do Carmo Ferreira desaparece misteriosamente. É mais um fato que atesta o presságio de Vovó Fina (‘A vida vai-te comer’) sobre o destino de Lídia. Em busca de esclarecimentos, um jornalista investiga o passado dessa poeta e, assim, chega ao registro da história moderna de Angola.

Autor: José Eduardo Agualusa

Editora: Língua Geral

R$ 36,00

Published in: on fevereiro 27, 2012 at 3:58 pm  Comments (2)  

Desmedida

 

Nesta obra, o autor Ruy Duarte de Carvalho insere-se na tradição de viajantes que, desde a carta de Caminha, têm registrado o que aqui se ‘oferece de espetáculo, de estímulo e de espanto’.

Autor: Ruy Duarte

Editora: Língua Geral

R$ 48,00

Published in: on fevereiro 27, 2012 at 3:07 pm  Deixe um comentário  

LITERATURA AFRODESCENDENTE: MEMÓRIA E CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADES

Ao se debruçarem sobre o papel da memória e da construção de identidades afrodescendentes, os autores desta coletânea fazem uma abordagem crítica de poemas, contos e romances, assim como estudam não só canções populares |(como o samba e o blues) mas também narrativas orais colhidas em quilombos, ampliando dessa forma o campo do conhecimento e da informação.

AUTORES (ORGANIZADORES): Elio Ferreira, Algemira de Macedo Mendes

EDITORA: QUILOMBHOJE

R$: 20,00

Published in: on janeiro 23, 2012 at 3:04 pm  Deixe um comentário  

O TÚMULO DA FÊNIX

Valentinous Velhinho – O Túmulo da Fênix (sinopse)
 
Este “O Túmulo da Fênix” é o terceiro título deste que é, sem exageros, o mais enigmático nome da poesia contemporânea de Cabo Verde, Valentinous Velhinho, heterônimo de Valdemar Velhinho Rodrigues.
Cultor de uma poesia repleta de questões metafísicas e indagações ontológicas, Velhinho consolida neste livro o seu pleno domínio da poesia, apresentando os poemas em diversas manifestações estético-formais que valorizam ainda mais a sua singular e desconcertante filosofia, que tem como temas recorrentes a morte, o suicídio, a loucura, a recriação de temas bíblicos e a exploração criativa de cânones da cultura ocidental.
Fiel usuário da versificação livre, o poeta navega com desenvoltura pela brevidade dos dísticos e tercetos (com forte ressonância nos hai-kais), assim como em longos poemas com diversas quadras e a ousadia de explorar os limites da poesia em prosa.
Uma poesia que surpreende pela virulência e pelo inusitado de suas imagens, pelo espanto da reformulação de significantes em uma linguagem surreal, por vezes paradoxal, de um poeta que vivencia a própria insularidade dentro do panorama literário cabo-verdiano configurando-se como um dos seus mais criativos artífices.
Ricardo Riso
 
 
EDITORA: ARTILETRA
R$: 20,00
 
 
Published in: on março 23, 2011 at 2:38 pm  Deixe um comentário  

LUANDA, CIDADE E LITERATURA


Este livro analisa as formas de representação da cidade de Luanda - capital de Angola -
e sua predominância na literatura desse país. 
Desde o período anterior à chegada dos europeus até os últimos cinqüenta anos são 
recuperadas todas as formas de produção literária em Angola, com destaque para aquelas 
que enfocam espaços e tipos de personagem que percorrem "a cidade da escrita", Luanda, 
e em que podem ser vistas diversas faces do início da tomada de consciência da colônia 
que luta por tornar-se sujeito de sua própria história. Por último, há um exame sobre 
alguns romances em língua portuguesa que tomaram a cidade de Luanda como cenário 
privilegiado de ação.

Livro de Tania Macedo
Editora Unesp
R$ 39,00
Published in: on maio 31, 2010 at 6:46 pm  Deixe um comentário  

Barroco Tropical

Estreia de um dos mais aclamados escritores de língua portuguesa da atualidade na Companhia das Letras, Barroco tropical é um livro ambicioso, de grande fôlego e densidade. A ação se passa em Luanda no ano de 2020 e é narrada alternadamente pelo escritor Bartolomeu Falcato e pela cantora Kianda, sua amante. Os dois testemunham juntos um fato insólito, a queda de uma mulher – literalmente – do céu. A mulher em questão é uma modelo e ex-miss que frequentou a cama de políticos e empresários de expressão, o que a tornou uma figura incômoda para o establishment.
Numa narrativa que avança e recua livremente no tempo e que se desloca entre a África, a Europa e o Brasil, Agualusa traça um retrato vivo e pulsante da sociedade angolana atual, onde as tradições ancestrais convivem de modo nem sempre pacífico com uma modernidade mal assimilada. Essas contradições estão sintetizadas no prédio onde mora o escritor Falcato, a Termiteira, futurística torre de sessenta andares, o maior edifício do continente, que não terminou de ser construído e já está em ruínas, abrigando os ricos nos andares superiores e a ralé social e criminal no subsolo.
Mães de santo e curandeiros convivem nestas páginas com figurinistas de fama internacional, empresários da aviação, militares golpistas e traficantes de drogas e de armas.
Romance generoso e exuberante, cheio de personagens pitorescos, Barroco tropical reflete desde o título o que Agualusa identificou em seu país como “uma certa cultura do excesso, quer na maneira de as pessoas se divertirem, quer na maneira de demonstrarem o sentimento e a dor”.
O insólito está sempre presente, mas intimamente entrelaçado ao prosaico e ao cotidiano, pois, como declarou o autor, referindo-se a Angola, Portugal e Brasil, “nos nossos países a realidade tende a ser muito mais inverossímil do que a ficção”.

Livro de José Eduardo Agualusa

Literatura Angolana

Editora: Cia das Letras

R$ 47,00

Published in: on fevereiro 26, 2010 at 6:42 pm  Deixe um comentário  

Cultura e Diásporas Africanas

Para que professores numa sociedade que superou não apenas a importância desses na formação das crianças e dos jovens, mas que também é muito mais ágil e eficaz em trabalhar as informações? E então, para que formar professores? Contrapondo-se a essa corrente de desvalorização profissional do professor e às concepções que o consideram como simples técnico reprodutor de conhecimentos e/ou monitor de programas pré-elaborados, os textos deste livro investem na formação de professores entendendo que na sociedade contemporânea cada vez se torna mais necessário o seu trabalho enquanto mediação nos processos constitutivos da cidadania dos alunos. Os textos apresentam desafios, experiências e perspectivas da ação docente nos contextos escolares do mundo contemporâneo.

Livro de Vários autores

Editora: EDUFJF

R$ 20,00

Published in: on janeiro 6, 2010 at 11:00 am  Deixe um comentário