Do direito à universidasde à universalização de direitos: O movimento de cursos pré-vestibulares populares e as políticas de ação afirmativa.

direito a universidade

 

Esta obra descreve e analisa com atenção e cuidado a história, as características, as ações políticas e a influência dos cursos pré-vestibulares populares no processo que levou a sociedade brasileira a discutir e efetivar as chamadas políticas de ação afirmativa, tomando como base os dados colhidos por meio de análise de documentos e depoimentos de integrantes, de observação e vivência no Movimento Pré-Vestibular para Negros e Carentes (PVNC).
Trata-se de um trabalho de grande interesse para militantes e pesquisadores, que propõe ao mesmo tempo uma reconstrução histórica do movimento dos pré-vestibulares (com particular atenção pela trajetória do Pré-Vestibular para Negros e Carentes ? PVNC), uma reflexão teórica sobre os desafios da luta contra o racismo (a questão das cotas) e um balanço dos desafios atuais que enfrentam as políticas pela democratização dos processos de produção do saber.

Autor: Alexandre Nascimento

Editora Litteris

R$ 35,00

Published in: on março 13, 2013 at 3:57 pm  Deixe um comentário  

Diversidade étnico-racial e educação superior brasileira: experiências de intervenção

diversidade

Os leitores deste livro vão conhecer um pouco da história da desigualdade e do preconceito racial no Brasil, o que os núcleos de estudos afro-brasileiros e indígenas de algumas universidades públicas estão fazendo para superar esses problemas quase sempre colocados para baixo do tapete e como a academia e a sociedade estão recebendo essas experiências de intervenção. O primeiro desses núcleos a ter sua experiência de intervenção multicultural analisada é o Leafro, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Depois vêm o Penesb, da Universidade Federal Fluminense, o Nepre, da Universidade Federal do Mato Grosso, o Neab-UFPR, da Universidade Federal do Paraná, e o Sempre Negro, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
O livro apresenta ainda relatos sobre a adoção do sistema de cotas na Universidade do Estado da Bahia e a política de educação indígena do Mato Grosso, uma análise da lei 10.639 à luz da abordagem do ciclo de políticas de Stephen Ball, as resistências à política de cotas na universidade e o resultado de uma pesquisa em que se mesclam juventude da Baixada Fluminense, religiosidade de matriz afro-brasileira e complexidade.

Livro de Ahyas Syss(org.)

Editora: Quartet

R$ 35,00

Published in: on janeiro 26, 2009 at 4:20 pm  Deixe um comentário  

Inclusão Étnica e Racial no Brasil: a Questão das Cotas no Ensino Superior

cotas.jpg 

Este livro trata de um dos assuntos que têm causado maior polêmica no Brasil nos últimos anos: a abertura de cotas e reserva de vagas para negros e índios nas universidades públicas. A própria controvérsia que gera indica a importância do tema não somente para as comunidades negras e indígenas, mas para a sociedade brasileira como um todo. Contudo, a maioria dos argumentos que circulam na mídia revela a carência de um conhecimento mais aprofundado sobre nosso mundo acadêmico.
Pouco sabemos sobre a formação histórica de nossas universidades, da composição étnica e racial de seus alunos e professores e de como chegamos a reproduzir um grau tão extremo de exclusão ao ponto de termos que propor mecanismos de reserva de vagas para negros e índios.
José Jorge de Carvalho apresenta aqui um amplo panorama de dados sobre a exclusão étnica e racial no Brasil em geral e nas universidades em particular, além de oferecer uma série de propostas para a inclusão dos negros e indígenas no ensino superior, incluindo a pós-graduação, a carreira docente e a pesquisa. O autor é um dos pioneiros na pesquisa sobre o tema, participa ativamente dos debates pela sua implementação em diversas universidades e foi o autor da proposta de cotas para negros e índios da Universidade de Brasília, a primeira universidade federal brasileira a aprovar essa medida de inclusão em 2003. Dada a riqueza dos dados apresentados e a densidade e abrangência dos argumentos aqui enunciados, este livro requalifica e aprofunda o debate sobre a inclusão étnica e racial no Brasil.

Livro de José Jorge de Carvalho

Editora:Attar

R$ 35,00

Published in: on janeiro 2, 2008 at 11:02 pm  Deixe um comentário  

Afirmando direitos – Acesso e permanências de jovens negros na universidade

afirmando_direitos-g.jpg

As políticas de Ações Afirmativas, dentro das quais se insere o Programa Ações Afirmativas na UFMG, apresentado e discutido neste livro, exigem uma mudança de postura do Estado, da universidade e da sociedade de um modo geral em relação à situação de desigualdade social e racial vivida historicamente pelo segmento negro da população brasileira. A concretização da igualdade racial e da justiça social precisa deixar de fazer parte somente do discurso da nossa sociedade e se transformar, de fato, em iniciativas reais e concretas, aqui e agora.

Livro de Aracy Alves Martins e Nilma Lino Gomes

Editora: Autêntica

R$ 35,50

Published in: on julho 16, 2007 at 5:48 pm  Deixe um comentário  

Negros na Universidade:Identidade e Trajetórias de Ascensão Social no Rio de Janeiro

2255.jpg 

No Brasil é tão reduzido o número de estudantes negros que chegam à Universidade que é senso comum a idéia de que eles são a “exceção que confirma a regra”. Seria exceção? Ou essa presença, seja como alunos ou como professores, é o resultado de trajetórias de vida cheias de percalços e de lutas? Essa é uma das questões de que trata a pesquisa realizada pela antropóloga Moema De Poli Teixeira.

Livro Moema De Poli Teixeira

Editora: Pallas

R$ 36,00

Published in: on maio 14, 2007 at 11:39 pm  Deixe um comentário  

Ações Afirmativas em Educação: Experiências Brasileiras

kitabu-004.jpg

Este livro busca aprofundar o debate sobre as ações afirmativas, ampliando-o para além das cotas. São apresentados programas que visam garantir o acesso, a permanência e o sucesso de negros/as na universidade, possibilitando a realização do sonho de jovens que vivenciam processos estruturais de exclusão; são discutidas as metodologias de seleção de pessoas negras nesses projetos; são abordadas a África e a Afro-Ascendência na perspectiva da cultura construída pela matriz banto. Finalmente, são considerados os principais aspectos da discussão sobre as cotas para negros/as, especialmente o falso dilema – quem é negro/a no Brasil? – uma vez que, quando se trata de garantir direitos, a pessoa negra se desvanece na decantada miscigenação racial brasileira.

Livro de  Cidinha Silva(Org.) 

Editora: Selo Negro Edições

R$ 30,00

Ano: 2003

Published in: on maio 6, 2007 at 5:22 pm  Deixe um comentário  
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 35 outros seguidores